Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Lá vamos nós

Nós começamos aqui um projeto que se chama “Vai um Linguista aí?”. Este é um projeto de Popularização da Ciência.

Aqui no projeto “Vai um Linguista aí?”, o nosso objetivo é popularizar a Ciência da Linguagem, que se chama Linguística. A Linguística é a ciência que estuda a Língua (com letra maiúscula) e as línguas (com letra minúscula).

A Língua (com maiúscula) significa a Língua Humana, falada por todos nós, de toda a humanidade. Ela é o sistema de signos humano que cria significado e dá sentido para o mundo. Já a língua (com minúscula) significa cada uma das línguas que falamos, como o português, o árabe, o cebuano ou o karitiana. As línguas são manifestações da Língua.

Aqui neste projeto, nós iremos percorrer as várias áreas de estudos sobre a Língua e as línguas. As atividades do projeto incluem: trazer descrições de como as línguas funcionam e contar histórias dos povos por quem elas são faladas; mostrar comparações entre línguas das mais diferentes partes do mundo; apresentar as teorias clássicas e divulgar as pesquisas mais recentes na área das Ciências da Linguagem; e explicar como é a vida das pessoas que trabalham com as línguas, que são as Profissionais da Linguagem.


Teoria e aplicação


Além de compartilhar os conhecimentos sobre as línguas, nós vamos também apresentar vários estudos linguísticos que foram desenvolvidos para serem aplicados na prática. Com isso, esperamos que o projeto também possa ajudar a todos nós, no nosso dia-a-dia. Por exemplo, vamos apresentar resultados de pesquisas que ajudam as pessoas a:

(i) escrever com mais clareza;

(ii) dominar técnicas para ler e interpretar melhor textos difíceis

(iii) aprender línguas estrangeiras;

(iv) fazer traduções

(v) processar linguagem pelo computador;

(vi) conhecer  a história de línguas.

E quem sabe essas discussões que faremos aqui não poderão despertar o interesse em pesquisa linguística?

Se você tem interesse em línguas, em tradução, gosta de estudar línguas estrangeiras e compará-las, ou ainda apenas quer saber um pouco mais sobre leitura e produção de textos e como melhorar o seu conhecimento sobre línguas estrangeiras, então nós vamos poder ajudar.


A IDEIA INICIAL


O motivo principal do projeto “Vai um Linguista aí?” é poder levar o conhecimento do estudo científico das línguas – a Linguística – para as pessoas leigas, que não são especialistas nessa área.

Mas, o que isso significa?

Bem, todo projeto que populariza o conhecimento científico começa com as seguintes perguntas: por que existe, e para que serve a Popularização da Ciência? E a resposta é que, de uma forma geral, a Popularização da Ciência serve para democratizar o conhecimento científico.

A palavra ‘democratizar’ aqui quer dizer ‘tornar disponível para a maior parte da população possível; ou seja, popularizar’. Dessa forma, ‘democratizar o conhecimento científico’ quer dizer ‘levar o conhecimento da ciência para todas as pessoas; ou seja, popularizar a ciência’.

A Popularização da Ciência tem a tarefa de buscar o conhecimento científico, que é criado por cientistas e tecnólogos, e trazer esse conhecimento para as outras pessoas da sociedade que não são especialistas. Da mesma maneira, a tarefa da Popularização da Ciência da Linguagem é recolher os conhecimentos linguísticos e explicar para as pessoas não-especialistas.


ESPECIALISTA, E LEIGA TAMBÉM


É considerada especialista em uma determinada área a pessoa que trabalha há muito tempo, desempenha bem a profissão, e por isso as outras pessoas reconhecem que ela faz sempre um bom trabalho.

Para se tornar especialista, a pessoa precisa ter técnicas, habilidades e saber resolver problemas difíceis. Por isso, antes de se tornar especialista, a pessoa deve estudar, fazer cursos e começar como aprendiz ou novata. Depois, precisa de tempo para adquirir experiência e ir se tornando especialista.

Independente da área, todo mundo que é especialista passa por esse caminho. Em todas as profissões a pessoa começa como aprendiz ou novata e sem experiência. Mas com o tempo, estuda, faz cursos e adquire experiência até se tornar especialista. Não importa se a pessoa for chef de cozinha ou bióloga, comerciante ou escritora, astronauta ou marceneira; o caminho é o mesmo para todas.

Já a pessoa não-especialista é o contrário. A não-especialista – também chamada de pessoa leiga – é alguém que não estudou a fundo, não trabalha e não tem experiência nenhuma em uma área. Com isso, podemos dizer que uma pessoa é leiga em todas as áreas que não é especialista.

Em outras palavras, uma pessoa pode ser especialista em uma área, mas ao mesmo tempo é leiga nas outras. Uma chef de cozinha é especialista em montar cardápios, mas não em manobrar carreta; já uma comerciante é especialista em atender seus clientes, mas é leiga em análise genética; e assim por diante.

Isto também é verdade dentro da ciência, porque até mesmo uma cientista de uma área não é especialista em outra. Uma astrônoma não é especialista em psicologia; e uma socióloga é leiga em química.

Diante disso tudo, o fato é que, para a maioria das atividades profissionais, e para a maioria do conhecimento, somos todas pessoas leigas.


PARA QUEM ESTE PROJETO PODE SER INTERESSANTE?


O projeto “Vai um Linguista aí?” foi criado por Linguistas, especialistas na Ciência da Linguagem, pensando nas pessoas que não são especialistas; ou seja, para as pessoas leigas em Linguística.

O projeto existe para as pessoas que têm interesse em línguas e seu estudo científico. E tem o objetivo de democratizar o conhecimento da Linguística para qualquer pessoa que tenha esses interesses por curiosidade, ou necessidade de ter algum conhecimento pontual sobre a linguagem, e para aquelas pessoas que pretendem ser futuras Profissionais da Linguagem.

Por isso, o projeto direciona uma parte de seus conteúdos para o público-alvo que compreende quem está pensando em, algum dia, seguir as carreiras de linguista, ser professora de línguas, tradutora, revisora de textos, redatora, editora, intérprete, entre outras. Da mesma forma, este projeto pensa naquelas pessoas que já estão em formação, quer como profissionais novatas ou estudantes em cursos de letras, linguística, línguas, tradução e outras áreas afins.

Esperamos poder ajudar a disseminar o conhecimento produzido pela Linguística, e ajudar as pessoas a entender melhor os fenômenos da linguagem e as pesquisas científicas sobre esse objeto.

Então, vai um linguista aí?